Read A Engomadeira Novela Vulgar Lisboeta by José de Almada Negreiros Online

a-engomadeira-novela-vulgar-lisboeta

Nicht-exklusives Verkaufsrecht für: Gesamte Welt....

Title : A Engomadeira Novela Vulgar Lisboeta
Author :
Rating :
ISBN : 9783655226469
Format Type : ebook
Number of Pages : 0 Pages
Status : Available For Download
Last checked : 21 Minutes ago!

A Engomadeira Novela Vulgar Lisboeta Reviews

  • Isabel
    2018-10-14 21:54

    P. 56- "Tive mesmo dentro do meu cérebro as dimensões de um prego em que a Terra fosse o átomo mínimo do ferro que pesasse em toneladas a capacidade do mundo astral com todas as suas distâncias.E mais ainda: eu sentia que cada poro do meu corpo, cada molécula isolada, era uma série de mundos diferentes onde cada mundo mesmo os das últimas subdivisões tivessem um mapa e leis e onde cada ser fosse tão complicado como o homem e mais ainda do que o homem, como eu."

  • Beatriz
    2018-11-14 23:58

    Esta Engomadeira é uma sucessão de imagens e sensações para reler uma vez e outra e para aproveitar uma vez e outra, sempre que se precisar de um Almada novinho e com a cabeça cheia de tudo.

  • João
    2018-10-30 02:04

    Redigida em 1915, A Engomadeira retrata uma jovem empregada de uma engomadoria, muito ingénua, que a mãe deixa à mercê de um burguês casado, o Sr. Barbosa. No quarto onde o Sr. Barbosa a instala, recebe amantes, clientes, varinas, um anão deformado e outros.Ellen Sapega considera que “O que não há dúvida é que da feliz associação das ironias implícitas na sociedade retratada com as exigências narrativas da fragmentação interseccionista da experiência nascem, em «A Engomadeira», algumas das imagens e personagens mais perduráveis da obra almadiana.” Um exercício de escrita muito inteligente, curioso e divertido, observador e excêntrico, tal como o seu autor.

  • Sonia Almeida Dias
    2018-10-17 21:08

    Num ano em que resolvi retomar a leitura em português, cruzei caminhos com este conto do Almada, a Engomadeira. Para além de toda a experiência de o ler, este conto permitiu-me também saber o que é o Intersecionismo, um movimento criado por Fernando Pessoa e no qual se sobrepõem vários niveis de realidade. Perfeita descrição daquilo que li neste conto.Ler A Engomadeira foi como ver um quadro do Almada, uma experiência em que a realidade se expõe perante os nossos olhos deformada em beleza. Escrito em 1915 é também um retrato da altura, e da ruptura agressiva que este grupo de autores tentava fazer com a norma e a tradição da altura. Podemos ver, como nas telas, o movimento Surrealista em plena laboração. Suponho que se eu conhecesse um pouco mais da história da altura, tivesse desfrutado ainda mais dos nomes que foram aparecendo na narrativa.Aconselho muito, a ler com olhos abertos e capacidade de deslumbrar intacta.“Eu sentia que cada poro do meu corpo, cada molécula isolada, era uma série de mundos diferentes onde cada submundo mesmo os das últimas subdivisões tivessem um mapa e leis onde cada ser fosse tão complicado como o homem e mais ainda do que o homem, como eu.”“Uma noite estava eu a escrever um conto realista e o aparo da caneta era uma vespa. Pensei toda a noite na vespa e na manhã seguinte o meu conto realista estava acabado com letra da minha amante que, mais extraordinário é, nunca aprendeu a ler.”https://peixinhodepratablog.wordpress...

  • Dagmar Eckert
    2018-11-04 00:11

    it is very well