Read Manifesto anti-Dantas e por extenso por José de Almada Negreiros poeta d'Orpheu futurista e tudo by José de Almada Negreiros Online

manifesto-anti-dantas-e-por-extenso-por-jos-de-almada-negreiros-poeta-d-orpheu-futurista-e-tudo

Nicht-exklusives Verkaufsrecht für: Gesamte Welt....

Title : Manifesto anti-Dantas e por extenso por José de Almada Negreiros poeta d'Orpheu futurista e tudo
Author :
Rating :
ISBN : 9783655227121
Format Type : ebook
Number of Pages : 0 Pages
Status : Available For Download
Last checked : 21 Minutes ago!

Manifesto anti-Dantas e por extenso por José de Almada Negreiros poeta d'Orpheu futurista e tudo Reviews

  • Pedro
    2019-03-26 20:01

    Contem um dos melhores insultos alguma vez consebidos em Portugues.Perde pontos por algum racismo

  • Raquel Curvacheiro
    2019-04-01 17:54

    Cá em casa o Manifesto Anti-Dantas é um favorito quer comigo quer com a cara metade. Volta e meia, um de nós pega na obra e partilha em voz alta a genialidade de Almada Negreiros... Outras vezes deixamos que a voz de Mário Viegas nos envolva com as suas exclamações de "Morra o Dantas, morra! Pim!"Esta edição, recente, da Assírio e Alvim, é, para quem como nós adora a obra, uma prenda de Natal antecipada. Não só traz a obra por extenso, como podemos ouvir o próprio Almada Negreiros a declamá-la (o livro traz um cd com a gravação).Quanto à obra...É preciso ser-se um génio para com, ironia, inteligência e sarcasmo se deitar abaixo não só um rival literário (Júlio Dantas) como também toda uma geração que o apoia... Gostaria que houvesse agora um Almada Negreiros que abrisse assim os olhos a quem se arrasta no marasmo sem agir contra a situação nacional... Porque, assim diz o poeta:"Basta pum basta!!!Uma geração que consente deixar-se representar por um Dantas é uma geração que nunca o foi. É um coio d'indigentes, d'indignos e de cegos! É uma resma de charlatães e de vendidos, e só pode parir abaixo de zero!Abaixo a geração!Morra o Dantas, morra! Pim!Uma geração com um Dantas a cavalo é um burro impotente!Uma geração com um Dantas ao leme é uma canoa em seco!"Tantos "Dantas" que há para aí...

  • Natacha Oliveira
    2019-04-03 17:10

    "Portugal que com todos estes senhores, conseguiu a classificação do país mais atrasado da Europa e de todo o Mundo! O país mais selvagem de todas as Áfricas! O exílio dos degradados e dos indiferentes! A África reclusa dos europeus! O entulho das desvantagens e dos sobejos! Portugal inteiro há de abrir os olhos um dia - se é que a sua cegueira não é incurável e então gritará comigo, ao meu lado, a necessidade que Portugal tem de ser qualquer coisa de asseado! MORRA DANTAS, MORRA! PIM!"

  • Rosa Ramôa
    2019-04-07 12:49

    http://youtu.be/Izz4aoZ1Bsw

  • Tiago Silva
    2019-03-26 16:55

    O DANTAS USA CEROULAS DE MALHA

  • Pedro Freitas
    2019-03-24 18:45

    Linguarudo, refilão, certeiro e sobretudo muito contestatário. É assim este Almada que se vira para o artista do regime, Júlio Dantas e lhe aponta a decadência da escrita, sempre envolta em sentimentalismos exagerados e assolapamentos patrióticos. E é aqui que o gume irónico de Almada acerta…em mim. Confesso o afeiçoamento que fui tendo a algum jacobinismo daqueles tempos da 1º república,…sim é verdade que eles eram excessivamente apegados ao lema do o que é nacional é bom, mas apesar de caírem governos de dois em dois dias e a intrigalhada entre o chiado e são bento ser constante, havia ali um sentido humanista, progressista e genuinamente…republicano (coerente). Almada destrói tudo isso, até no meu respeitado Afonso Costa ele pancada dá. No fundo Almada é apanhado num daqueles momentos da história em que há dois lados que se acham muito revolucionários, que acham que podem mudar o mundo e cortar com o passado. De um lado temos os republicanos, inflamados, mas que colocam a devoção ao partido e ao regime acima de tudo e fazem de medíocres como Júlio Dantas heróis de uma cultura que decai com eles. Do outro o Almada, que traz os seus amigos Pessoa ou Sá Carneiro, desapegados às peças sem sentido do Dantas. Para eles está lá esse futurismo, em que o sentimento, o ritmo nas palavras e na poesia vêm primeiro.Costuma dizer-se que nestes momentos em que temos trincheiras de um lado e de outro, não pode haver cinzentos nem indefinidos, mas apenas estar de um lado ou de outro. Bem talvez seja eu o gelatinoso de mente que nem de um lado nem de outro fica. Almada tinhas muita razão, a tua arte era maior que o Dantas, menos política e bem mais livre, mas o ácido da tua crítica levou o Dantas à frente….e uns quantos outros com que podias ter sido mais brando! :P

  • Ana
    2019-03-28 15:04

    Mordaz. Irónico. Rude. Mas acima de tudo Brilhante!!

  • Rúben Jesus
    2019-04-05 17:42

    Provavelmente a melhor coisa de sempre.

  • Beatriz
    2019-04-01 20:05

    Almada é Deus

  • Ester Silva
    2019-04-15 16:11

    è simplesmente FANTÀSTICO!!!